Reações à vacina pentavalente

Uma das mais temidas do calendário de vacinação, a pentavalente pode apresentar diversas reações no bebê.

263

Fonte: Meu bebê/ Guia do Bebê

Recentemente levei a Maitê para tomar a 2ª dose da vacina pentavalente, que tinha ficado atrasada por falta no postinho e alguns resfriados pelo caminho e ela teve algumas reações bem incômodas que não tinha apresentado na primeira dose e que a Manu também não teve, então fui pesquisar melhor sobre o assunto.

A pentavalente é uma combinação de duas outras vacinas que passaram a imunizar a criança contra 5 doenças, que são Difteria, Tétano, Coqueluche, Meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b e a Hepatite B.

Por ter uma grande combinação de substâncias, é a vacina mais temida pelas mamães por conta das reações que apresenta tanto na primeira dose aos 2 meses, quanto na segunda, com 4. Apesar da diversidade em efeitos colaterais que podem afetar o bebê, não há comprovações de consequências graves após as vacinas. Abaixo deixo alguns dos sintomas que o bebê pode apresentar e como a gente pode lidar melhor com eles, mas já te adianto que um dos principais ingredientes para dar tudo certo é a famosa PACIÊNCIA.

Inchaço na coxa

É comum que o bebê apresente inchaço na coxa em que recebe a vacina pentavalente. Este inchaço tende a diminuir com o passar dos dias, geralmente, no máximo três.

Vermelhidão no local da aplicação da vacina

Vermelhidão já é fácil de se notar após a aplicação de qualquer vacina, e com a pentavalente não é diferente. Caso suma em até um dia não há com o que se preocupar.

Aumento da sensibilidade

Geralmente o local aonde é aplicada a vacina fica bastante sensível, de modo que, apertar e até mesmo tocar com força pode levar o bebê a sentir fortes dores.

Nestes casos, o ideal é fazer uma compressa fria no local da aplicação cerca de 3x no dia, de acordo com a recomendação das enfermeiras.

Choro constante

O bebê que toma a vacina pentavalente pode ficar bastante “chatinho” e chorando bastante, e isto é compreensível, pois ele estará passando por uma situação bastante desconfortante caso esteja sofrendo com algum dos efeitos pós aplicação.

Febre alta

O bebê pode vir a apresentar febre, e isto pode ser aceitável, desde que não exceda os 38,5º. Caso seu bebê apresente febre acima deste nível é recomendado que procure por um médico.

Para febre até 38,5º procure dar banhos com água bem fresquinha para tentar baixar e siga acompanhando constantemente a temperatura.

Convulsão

Em casos bastante raros pode acontecer de o bebê ter convulsão febril após tomar a vacina pentavalente.

Reação Anafilática

Todo e qualquer medicamento pode vir a apresentar reação em alguns pacientes, e com a pentavalente não é diferente. Caso note qualquer sinal de reação alérgica após o bebê tomar a vacina leve-o imediatamente ao médico.

Irritabilidade

Bebês podem ficar bastante irritados após tomar a vacina, isso acontece por causa de outros efeitos colaterais que ele possa estar sofrendo.

Fadiga

O bebê pode vir a mostrar-se mais cansado do que geralmente fica, dormindo mais e menos ativo, isto é aceitável pois o mesmo pode estar sofrendo de fadiga.

Vale observar o tempo em que o bebê persiste apresentando fadiga e procurar um médico caso exceda dois dias.

 

Cefaleia

Os bebês também podem ter dores de cabeça e após a pentavalente esta possibilidade é ainda maior.

Este é um sintoma difícil de identificar, neste caso, vale observar as ações do bebê, se ele está ativo, etc.

 

A maioria dos sintomas apresentados aqui é considerada normal após a aplicação da vacina pentavalente, mas o ideal é observar sempre o comportamento do bebê e entrar em contato com o pediatra caso note algo errado. Por aqui, as reações duraram 2 dias inteiros e ela teve febre, dor local, fadiga e ficou extremamente irritada.

E o seu bebê? Deixe aqui nos comentários a sua experiência com a vacina mais temida pelas mamães!