Meu pé cresceu, e agora?

Alteração no número do calçado da gestante pode se tornar mudança permanente no corpo da mamãe

171

Uma das coisas que me aconteceu na gravidez da Manu foi ter os pés extremamente inchados e nenhum sapato, chinelo, sandália, nada cabia. Na da Maitê isso não aconteceu, mas eu me lembro que na época muitas pessoas diziam que meu pé ficaria com a numeração alterada e eu não acreditava. Mas é real e além de comum, pode ser sim permanente.

A gestação pode alterar para sempre o tamanho dos seus pés de grávida. Pelo menos foi o que concluiu uma pesquisa realizada pela Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, e publicada na revista científica American Journal of Physical Medicine & Rehabilitation.
Durante meses, pesquisadores analisaram 49 grávidas. Elas tiveram os pés medidos no primeiro trimestre da gestação e, depois, cinco meses após o parto. O resultado apontou que 70% delas ainda estavam com os pés mais compridos e mais largos mesmo após o bebê nascer. A alteração variou entre 2 e 10 milímetros, o equivalente a, aproximadamente, um número do calçado.
“Já tinha ouvido mulheres falarem que mudaram o tamanho do sapato por causa da gravidez, mas não havia nenhuma referência a isso em livros ou publicações científicas”, afirmou em nota Neil Segal, professor de ortopedia e principal responsável pelo estudo. “Para estudar essa evidência de maneira mais científica, medimos os pés das mulheres. Descobrimos que a gravidez leva, de fato, a uma mudança permanente no pé”.
Ainda de acordo com esse trabalho, só a primeira gestação causa mudanças tão significativas na estrutura dos pés. Então, fique tranquila: se isso já aconteceu com você na primeira vez que teve um bebê, a tendência é que seus pezinhos permaneçam do jeito que estão na próxima gravidez.
Neil Segal já planeja novos estudos para descobrir se essas mudanças levam a problemas como artrite quando a mulher chega a uma idade mais avançada. “Sabemos que as mulheres, especialmente as que tiveram filhos, são mais afetadas por problemas osteomusculares. Pode ser que essas mudanças nos pés ocorridas durante a gravidez ajudem a explicar por que as mulheres têm mais risco que os homens de ter dor e artrite nos pés, joelhos, quadris e coluna”, explicou.

Pés de grávida aumentam por vários motivos
O motivo para a alteração permanente no número de calçado das mamães tem explicação científica: durante a gestação, o corpo da mulher produz um hormônio que relaxa os ligamentos de todas articulações, o que acaba resultando no aumento do comprimento dos pés. Nas gestantes que têm os pés planos, chamados de “chatos”, a mudança pode ser ainda mais severa, já que com essa frouxidão, há um aumento do diâmetro ântero-posterior e também do diâmetro transverso, deixando os pés mais largos.
Além do aumento no comprimento e na largura, os pés ainda podem ficar mais “altos” na gestação, principalmente quando eles têm bastante gordura. A gestação aumenta a tendência de depósito de gordura nos pés, o que acaba aumentando também o número do calçado.

 

Alguém aí já passou por isso? Contem suas experiências aqui nos comentários!

 

Fonte: Grão de Gente